Busca por Categoria

Busca por nome

Eliane Cantanhêde

Eliane Cantanhêde é bacharel em jornalismo pela Universidade de Brasília (UNB) e iniciou sua profissão aos dezenove anos como estagiária no Jornal do Brasil, na sucursal da capital federal, quando estava no segundo ano da graduação, indicada por um professor. No jornal, era repórter e cobria os assuntos relativos à educação. Lá permaneceu por um ano.
 
Em 1974, foi contratada pela revista VEJA para atuar em Brasília, onde permaneceu por oito anos. Retornou ao Jornal do Brasil em 1982, onde estreou como colunista às segundas-feiras, substituindo um dos ícones do jornalismo, Carlos Castello Branco, o "Castelinho". Mais tarde, foi para o jornal O Estado de S. Paulo como colunista, e depois para os jornais O Globo e Gazeta Mercantil, onde atuou em ambos como diretora de redação das sucursais.
 
Em 1997, foi contratada pela Folha de São Paulo, dirigindo a sucursal entre 1997 e 2003. No período passou a escrever a coluna Brasília na página A2, quatro vezes por semana. Começou a participar do programa Em Pauta, da GloboNews, apresentado por Sérgio Aguiar, junto com o jornalista político Gerson Camarotti. Também faz participações regulares ou pontuais em demais programas da emissora.
 
Ao fim de 2014, deixou a Folha de São Paulo e logo no início do ano seguinte estreou sua coluna no jornal O Estado de S. Paulo e passou a fazer comentários sobre Política na rádio Estadão e no serviço digital Broadcast Político. Também é comentarista na Rádio Metrópole, fazendo comentários sobre política brasileira, política externa, defesa e comportamento. Em 2016, começou a gravar opiniões sobre Política e Economia para o programa Jornal da Itatiaia da Rádio Itatiaia.
 
Em sua trajetória como jornalista, Cantanhêde cobriu e analisou episódios como o fim da Ditadura militar, as "Diretas Já", a Constituinte 1987-1988 e os governos Ernesto Geisel, João Figueiredo, José Sarney, Fernando Collor, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma Rousseff.
 
Escreveu três livros: As cidades do Brasil: Brasília (Publifolha, 2005), sobre a capital federal; José Alencar - Amor à Vida (2010, Sextante), sobre a vida do ex-vice presidente da República (2003-2010), e O PFL (Publifolha, 2009), sobre o Partido da Frente Liberal, agremiação político-partidária que existiu entre julho de 1984 (surgindo como uma dissidência do PDS, partido governista à época) e 2009, quando transformou-se em Democratas (DEM).
 
Seu nome consta no Top 50 dos Os Mais Admirados Jornalistas Brasileiros de 2014 e de 2015, segundo levantamento feito pelo J&Cia e a Maxpress. Em 2016 por ocasião do Dia Internacional das Mulheres, foi eleita entre As Mais Admiradas Jornalistas Brasileiras.


Vídeo Apresentação

Deixe um comentário

Você está comentando como visitante.

Contatos

  • São Paulo, SP
  • (11) 9 9157-5001
    (11) 3569-2689